Dicas de fotografia

Entrevista com Andréia Sanches: fotógrafa especialista em fotografia newborn

Foto de perfil de fotógrafaAndréia Sanches é fotógrafa profissional em Varginha, no sul de Minas, especialista em fotos newborn e gestantes. Ela vem nos contar um pouco sobre a sua história, trajetória e sua vocação para a fotografia de recém-nascidos.

Andréia Sanches, como foi a sua formação enquanto fotógrafa? Você também tem outra formação profissional?

Eu estava cursando a faculdade de direito, quando surgiu a oportunidade de me mudar para São Paulo e, como sempre amei a fotografia, imediatamente me matriculei na Escola Fullframe de fotografia em SP. Lá eu participei do curso de fotografia básica, iluminação, e fotografia de casamentos, do Renato D’Paula. Quando retornei para Minas, em 2010, realizei o meu sonho de abrir meu estúdio. E sobre trabalhar com fotografia newborn, como tudo aconteceu? Antes de me tornar fotógrafa, quando nasceu a minha segunda filha, em 2009, como sempre via as fotos da Anne Guedes e as achava lindas, tentei encontrar algum profissional que pudesse fotografá-la naquelas poses lindas. Mas, infelizmente, não encontrei nenhum profissional que trabalhasse com a fotografia newborn. Isto me motivou a começar a estudar fotografia e a procurar algum curso sobre o tema. Mas ainda não existia nenhum aqui no Brasil.

Para começar, você teve alguma preparação técnica especial? Fez cursos, teve um mentor?

Ainda estava procurando um curso específico sobre fotografia de recém-nascidos, quando, em 2011, o Instituto Internacional de Fotografia – IIF trouxe ao Brasil a Daniele Hamilton, uma fotógrafa brasileira que reside na Austrália e já fotografava recém-nascidos, para ministrar um workshop. A partir daí comecei a fotografar estes anjinhos e nunca mais parei! Depois disso, participei do workshop da Stephanie Robin e vários congressos relacionados à fotografia de recém-nascidos.

recém nascido com ursinho

Como é lidar com os recém-nascidos? Quais os cuidados que se deve ter para lidar e posicionar um bebê? Existe alguma orientação da Sociedade Brasileira de Pediatria a respeito?

O trabalho com recém-nascidos exige muita preparação, cuidado, carinho e paciência. Como os bebês são muito frágeis, é preciso que o fotógrafo tenha conhecimento da fisiologia do bebê, para que tudo ocorra sem nenhum risco e total segurança. Cada bebê é único e possui suas limitações, o fotógrafo deve respeitar suas características.

Até hoje não houve nenhum pronunciamento oficial da Sociedade Brasileira de Pediatria a respeito, mas o certo é que, desde que o bebê esteja saudável, não há nenhum obstáculo para a realização da sessão. Eu mesma já fotografei vários filhos de pediatras e todas as minhas outras clientes que consultaram seus médicos obtiveram autorização para realização da sessão. O importante é que, qualquer fotógrafo, antes de iniciar a fotografia de recém-nascidos, procure estudar bastante a respeito.
Em 2012 foi fundada a Associação Brasileira de Fotografia de Recém-Nascidos, com o objetivo de fixar práticas de segurança e estabeleceu uma série de recomendações para os profissionais do ramo.

E com as mamães, a insegurança é comum nesses ensaios? Como você aborda os pais em relação aos ensaios fotográficos?

Logo no início da fotografia newborn no Brasil, houve uma certa insegurança por parte das mamães, mas, com a maior divulgação e conhecimento dos pais, isso já diminuiu bastante.

Andréia, existe uma idade ideal para fazer ensaios newborn?

O ideal é que a sessão seja realizada entre 6 e 14 dias de vida do bebê. 6 porque é importante que a mãe já conheça seu bebê e a rotina dele e por ela também, para que já esteja recuperada do parto no dia da sessão. Até 14 dias porque a partir desse período as cólicas provavelmente começarão a incomodar o recém-nascido, o que dificulta muito o nosso trabalho.

ensaio com criança e mãe juntas
Quais as maiores restrições (flash, temperatura, etc) ao fotografar recém-nascidos?

Não há restrição quanto ao uso de flash, mas este não pode ser direcionado diretamente no bebê. Deve ser utilizado rebatedor ou difusor. A temperatura deve ser mantida entre 27 a 30 graus C. Vale lembrar que algumas fotografias são composições feitas em Photoshop (junção de duas imagens). Um exemplo é a pose do sapinho.

Sobre os equipamentos a serem utilizados pelo fotógrafo, quais os mais indicados?

O ideal é que o profissional tenha uma câmera DSLR e uma lente clara. O fotógrafo pode fazer uso de iluminação natural, tochas ou luz contínua. Além disso, muitas poses são feitas em puff e outros tipos de props. Outros equipamentos indispensáveis são o termômetro de ambiente e o aquecedor para manter a temperatura ideal para o bebê.

Além de tranquilidade e conhecimento técnico, qual outra importante característica que um profissional precisa desenvolver para trabalhar com newborn?

Acho que a principal característica do profissional é gostar de bebês. Não imagino nenhum profissional de sucesso na área sem esta característica.

Atualmente, qual grande preferência dos clientes: fotografar em estúdio ou em casa? Há algum outro lugar que se adapta bem para realizar fotografia newborn?

Eu somente fotografo bebês em estúdio, por ser o ambiente mais controlado. Com o passar do tempo, vamos acumulando acessórios e props, o que torna muito difícil o deslocamento até a casa do bebê. Mas, atualmente, tem surgido um novo estilo chamado lifestyle, em que o bebê é fotografado em sua rotina na casa dos pais, em cenas espontâneas, sem poses preparadas.

foto estudio newborn
Menina retrato newborn

Andréia Sanches, você ministra cursos, workshops e palestras em todo o Brasil. Conte-nos um pouco sobre seus empreendimentos.

Nunca tive a pretensão de me tornar uma professora, pois sempre fui muito tímida. Além disso, por trabalhar no interior de Minas Gerais, pensava que o meu trabalho não era conhecido por outros fotógrafos. Mas, como sempre recebia pedidos de outros fotógrafos, em 2015, acabei organizando um workshop aqui na minha cidade e não parei mais. Já ministrei cursos em Belo Horizonte, Brasília, São Paulo e Rio de Janeiro, já tendo formado mais de 200 alunos, em turmas presenciais. Em 2016 foi convidada para palestrar no primeiro Congresso Online sobre Fotografia de Recém-Nascidos, o Conanewborn. Foi uma experiência única. Agora estou organizando um workshop sobre fotografia de gestantes para viajar pelo Brasil.

Ensinar acaba sendo uma forma de aprimoramento?

Sem dúvidas. Como já dizia Cora Coralina, “feliz aquele e transfere o que sabe e aprende o que ensina”.

Conte-nos alguma situação curiosa ou engraçada que ocorreu durante um ensaio!

Tirando os xixis e as caquinhas em momentos inusitados, que quase sempre acontecem, lembro-me de uma vez que os pais, ficaram tão à vontade durante o ensaio, que saíram para fazer compras na minha cidade e somente retornaram depois de duas horas, quando o ensaio do bebê já estava quase acabando.

Outra situação emocionante, foi quando uma mamãe adotiva acabou de buscar o bebê na maternidade e já foi direto para nosso estúdio fazer a sessão newborn. O bebê sequer tinha enxoval, pois a mamãe ainda não sabia que o bebê já iria chegar naquela semana.

Deixe um comentário, uma frase de incentivo ou um pensamento:

Faça cada sessão como se fosse única e sempre, sempre, fotografe com o seu coração. O resultado disso será surpreendente!

Muito Obrigado, Andréia Sanches, a equipe Click Camera agradece!